Mato Grosso, Terça, 01 de Dezembro de 2020
Politica | Eleições 2020
Quarta, 04 de Novembro de 2020
SINSEP emite nota de repúdio após ser atacado por candidato a prefeito. “nunca leu a Constituição Federal”
Fotografia:Divulgação

O Sindicato dos Servidores Públicos – SINSEP, emitiu nota repudiando as declarações do candidato a prefeito pela coligação “Nova Ubiratã para todos”, Edegar José Bernardi (Neninho da Nevada).

 

No documento, divulgado nesta quarta-feira (04), a entidade rebateu as acusações de suposta parcialidade e favorecimento à coligação adversária “O futuro está em nossas mãos”, encabeçada pelo técnico em enfermagem, Silvio da Saúde, durante a organização do primeiro debate entre os candidatos ao cargo de prefeito.

 

O impasse acontece, uma semana, após o SINSEP protocolar o convite para o debate, em ambos os comitês de campanha.

 

“Ressaltamos no convite que haveria uma reunião prévia com as coligações, no intuito de deliberar conjuntamente as pautas a serem abordadas, bem como as regras acerca do debate”, se pronunciou o sindicato por meio de nota.

 

Consta no documento, que a entidade especificou o formato a ser adotado no debate, mediado por um jornalista credenciado e/ou pessoa isenta.

 

A entidade ainda se comprometeu em seguir as regras, acordadas junto a Justiça Eleitoral, que limitam o número de pessoas em eventos políticos.

 

“O candidato mostra despreparo e desrespeito não somente com o sindicato e seu presidente eleito, mas com toda a categoria dos servidores municipais (....) um candidato que quer voto, não reconhecer um presidente eleito pelo voto dos servidores, é sinal de que será um gestor que não respeita a categoria, que será um gestor autoritário e truculento (...) nunca leu a Constituição Federal”, assevera.

 

A nota de repúdio faz citação ao artigo 8º da Constituição Federal/88 que assegura aos sindicatos o direito de “defesa dos direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria, inclusive em questões judiciais ou administrativas”.

 

Por fim, o SINSEP afirmou que pretende promover o encontro entre seus filiados e um dos candidatos. Em virtude de desistência de Edegar José Bernardi, o formato adotado será o de sabatina.

 

Outro lado

Por meio de nota de esclarecimento, publicada em sua rede social, a coligação “Nova Ubiratã para todos” justificou a ausência no debate associando Edegar José Bernardi ao presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, e o Sindicato dos Servidores Públicos a emissora Rede Globo de televisão.

 

“Rejeitamos, como nosso presidente Bolsonaro ao convite da Globo, porque entendemos que o debate é uma forma reduzida e limitada para conhecimento do grande projeto que temos para o município de Nova Ubiratã (sic)”, diz.

 

Em outro trecho, a coligação convida os servidores para uma reunião paralela a ser realizada em 05 de novembro.

 

Candidato parabeniza SINSEP

Único candidato a aceitar participar do debate, Silvio da Saúde, utilizou as redes sociais para parabenizar a iniciativa do Sindicato dos Servidores Públicos de Nova Ubiratã.

 

Para ele, o encontro seria um momento oportuno para que os eleitores pudessem sanar dúvidas.

 

“Estarei presente e preparado para apresentar nossas propostas e sanar as dúvidas dessa classe tão importante no processo de desenvolvimento de Nova Ubiratã, pois como bem lembrou o presidente do Sinsep, o eleitor precisa analisar quem realmente esta preparado para assumir o cargo de prefeito municipal”, escreveu o candidato emedebista.

 

Confira na integra a nota do SINSEP

 

NOTA DE REPÚDIO

Nova Ubiratã.  03 de novembro de 2020

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Nova Ubiratã, através de seu presidente legalmente ELEITO, convidou ambas as coligações partidárias em disputa pela Prefeitura de Nova Ubiratã, para participarem de um DEBATE, que seria promovido pelo sindicato, e mediado por um jornalista ou pessoa capacitada para tal, de forma transparente e respeitosa.

O Sindicato tomou conhecimento de uma nota de esclarecimento emitida por uma das coligações partidárias (juntos somos mais fortes), encabeçada pelo Sr. Edegar José Bernardi, conhecido como Neninho da Nevada, onde o mesmo REJEITA participar do DEBATE democrático que seria promovido por nosso sindicato, com TODOS OS SERVIDORES municipais por este representado.

Esclarecemos que o ofício convite 007/2020, foi enviada as duas coligações de forma igualitária, abrangendo no assunto, para que ambas as coligações, pudessem apresentar suas propostas de formato, data e modelo de debate a ser promovido. Ressaltamos no convite que haveria uma REUNIÃO PRÉVIA com as coligações, no intuito de deliberar conjuntamente as pautas a serem abordadas bem como as regras acerca do debate,

Foi ainda solicitado que os candidatos ou seus representantes, juntamente com seu corpo jurídico, estivessem presentes a essa reunião preparatória. Por fim, o sindicato ainda se comprometeu a seguir todas as regras eleitorais, bem como de saúde pública, para garantir a transparência, isenção e participação do maior número de pessoas sem qualquer risco à saúde.

O candidato em questão, se NEGOU A PARTICIPAR DO DEBATE, alegando não reconhecer o sindicato como representante da categoria. Ledo engano, caro candidato. Dos 141 municípios, menos de 40 têm sindicatos reconhecidos pelo antigo Ministério do Trabalho/MTE, ou seja, que tenham CARTA SINDICAL. E o Sindicato dos Servidores de Nova Ubiratã é um desses que tem carta sindical (registro no MTE), que honra sua categoria, e a substitui inclusive em processos judiciais coletivos, sem precisar sequer de procuração dos representados, vez que a carta sindical supre tal necessidade.

O candidato mostra DESPREPARO e desrespeito não somente com o sindicato e seu presidente eleito, mas com TODA CATEGORIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS de nosso município. Um candidato que quer VOTO, não reconhecer um presidente ELEITO PELO VOTO DOS SERVIDORES, é sinal de que será um gestor que não respeita a categoria, que será um gestor autoritário e truculento, que não ouvirá os reclames do sindicato em nome de seus representados, os servidores!

O candidato parece que NUNCA LEU A CONSTITUIÇÃO FEDERAL em seu artigo 8º, vejamos:

Art. 8°- É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte

III - ao sindicato cabe a defesa dos direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria, inclusive em questões judiciais ou administrativas;

O Interessante é que o candidato reconhece os sindicatos patronais, mas não o de trabalhadores. Só por aí é possível se avaliar a quem servirá, se eleito, o candidato em questão.

O sindicato se reserva no DIREITO de, com a negativa do candidato em questão em não participar do debate proposto, a fazer um debate/sabatina com o candidato da outra coligação, com a presença dos servidores, pois é importante e salutar para a DEMOCRACIA ouvir as propostas e COMPROMISSOS dos candidatos com toda população e no caso, com nossa classe de servidores.

Candidato que se nega a debater, ou tem medo de seu despreparo ficar a olhos nus ou não quer firmar compromissos com nossa categoria, seja sobre nossos direitos ou demais pautas de nosso interesse legítimo.

Por fim, frisamos que o atual representante da categoria foi ELEITO em pleito eleitoral, semelhante ao dos candidatos que agora almejam o cargo de chefe executivo. Não o reconhecer é não reconhecer as conquistas promovidas por nossa entidade. Assim, ORIENTAMOS nossos servidores a NÃO participarem de nenhuma reunião a convite dessa coligação que se negou a reconhecer a legitimidade de nosso debate e nossa entidade de classe, que será, seja quem for o  eleito, com quem este deverá sentar-se para debater os pleitos dos servidores municipais, pois assim dispõe o Inciso VI da CF que nunca leu o candidato.

VI - é obrigatória a participação dos sindicatos nas negociações coletivas de trabalho;

Por fim, REPUDIAMOS a tentativa da coligação de menosprezar e acusar de partidarismo nossa entidade sindical e seu presidente eleito. A Entidade não mistura política sindical com política partidária. Sendo assim, EXIGIMOS RESPEITO e RETRATAÇÃO para com nossa entidade, pois é fruto da luta coletiva sindical os direitos que temos hoje!

                                                       

                                                            Ailton Tadeu Pateis

                       Presidente do Sindicato de Servidores Municipais de Nova Ubiratã-MT

 

 

 

 

 

Fonte:Redação/Assessoria
FOTOS DA NOTÍCIA