Mato Grosso, Sexta, 17 de Janeiro de 2020
Politica | COBRANÇAS ABUSIVAS
Terça, 14 de Janeiro de 2020
"Já temos fatores suficientes para rescindir contrato com a Energisa", diz presidente de CPI

Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investiga os serviços e cobranças feitas pela Energisa em Mato Grosso, o deputado estadual Elizeu Nascimento (DC) disse que já reuniu entre denúncias e documentos, fatores suficientes para pedir a rescisão do contrato da concessionária com o Estado.

 

“Temos recebido vários tipos de denúncias de valor abusivo de fatura, algumas até com dez vezes a mais do que o domicílio estava pagando em um mês, além da má prestação de serviços na área urbana e principalmente na rural em todo o Estado. No meu ponto de vista, já temos fatores para pedir pela rescisão do contrato”, disse o deputado, comparando o que está acontecendo em Mato Grosso, com o estado de Goiás, que também passa por problema semelhante.


“Em Goiás o Governo se uniu com a Assembleia Legislativa para poder atender melhor a população. Por aqui, o governador ainda está em silencio em relação aos abusos praticados pela concessionária”, disse.


Uma rescisão no contrato só seria possível com um projeto de lei aprovado na casa de leis, a sanção do governador, além do aval da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e do Ministério das Minas e Energia (MME).


Iniciada em novembro do ano passada, a CPI foi instaurada para investigar possíveis irregularidades da empresa concessionária de energia elétrica quanto ao aumento abusivo nas contas de energia elétrica nos municípios do estado, bem como o enxugamento nos quadros de funcionários e a má prestação dos serviços concessionados.
 

 

Fonte:Redação /Olhar Direto
Autor:Carlos Gustavo Dorileo
FOTOS DA NOTÍCIA