Mato Grosso, Quinta, 24 de Outubro de 2019
Policia | ação rápida
Segunda, 08 de Julho de 2019
PM desarticula quadrilha e recupera carga de defensivos furtada de fazenda em Nova Ubiratã
Fotografia:Site ubirata24horas

Dione Silva Barbosa, de 35 anos, e Alexandre Domingos dos Santos, 22, foram presos por suspeita de integrarem uma quadrilha especializada de furtos de defensivos agrícolas que agia no município de Nova Ubiratã.

 

A ação policial, registrada na madrugada deste domingo (07), ainda resultou na apreensão de um adolescente de 16 anos. Um quarto suspeito, supostamente membro da uma facção criminosa, está sendo procurado.

 

Os três suspeitos foram detidos minutos depois de invadirem e furtarem ferramentas e uma carga de defensivos agrícolas de uma fazenda, situada ás margens da estrada vicinal que liga a MT-242 ao Assentamento Cedro Rosa.

 

“Eles [suspeitos] trafegavam pela estrada em duas motocicletas e uma caminhonete Ford F-1000 carregada com produtos furtados da fazenda. O fato da caminhonete estar com os faróis apagados, e sendo acompanhada por dois motociclistas, chamou a atenção de um morador que de imediato acionou a Polícia Militar”, explicou o comandante do 1º Pelotão da PM, tenente Ítalo Portes.

 

Com base na denúncia, os militares seguiram até o local apontado. No momento em que abordavam o condutor da caminhonete, os policiais ouviram barulhos vindos de uma região de mata.

 

Ao ser questionado sobre o paradeiro dos ocupantes das motos, o motorista confessou que eles estavam no interior da mata escondendo os produtos que haviam sido furtados.

 

Para evitar uma possível tentativa de fuga, foi solicitado apoio de policiais militares que estavam em período de folga, assim como de militares de Boa Esperança do Norte e das equipes de Força Tática de Sorriso e Sinop.

 

As buscas foram encerradas por volta das 10h, com a prisão dos dois suspeitos.

 

Um terceiro criminoso segue foragido e continua sendo procurado pela PM. Ele seria o responsável por articular o furto que ocorreu quando os funcionários da fazenda dormiam.

 

“Tudo leva a crer que eles [suspeitos] estavam monitorando o alvo e por esse motivo conheciam a rotina dos funcionários da fazenda”, conclui Portes.

 

Os suspeitos, assim como todo material apreendido, foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Judiciária para as medidas cabíveis.

Fonte:Redação
Autor:Nilva Santos
FOTOS DA NOTÍCIA