Mato Grosso, Terça, 01 de Dezembro de 2020
Policia | covardia
Quinta, 19 de Novembro de 2020
Casal é preso por agressões contra mulher; crime foi presenciado pelos filhos da vítima
Fotografia:Reprodução/Ilustrativa

Uma mulher de 44 anos e seu companheiro foram presos pela Polícia Civil na última segunda feira (16), em Cláudia (619 quilômetros ao norte de Cuiabá), pelos crimes de lesão corporal, injúria e ameaça no âmbito doméstico. A vítima é ex-mulher do suspeito e foi agredida pela atual companheira dele no último domingo.

 

Policiais civis da Delegacia de Cláudia tomaram conhecimento na noite de domingo, por meio de um vídeo divulgado em rede social, em que a suspeita aparece agredindo a vítima com tapas, chutes e puxões de cabelo, que não demonstrava nenhuma reação. Posteriormente, fotos também foram divulgadas, onde é possível perceber as lesões no rosto da vítima.


Após apurações e diligências da Polícia Civil, a suspeita e o marido foram localizados na segunda-feira e encaminhados à Delegacia de Cláudia para prestar esclarecimentos. A vítima passou por exames de corpo e delito.



O delegado Ugo Ângelo Reck Mendonça representou pela prisão do casal, que foi deferida pela Justiça e os mandados cumpridos ainda na delegacia. A vítima, conforme explicou o delegado, aparentemente possui problemas cognitivos. Caso seja confirmado, a vítima passa à condição de vulnerável. 

 

O crime causou comoção social na cidade e moradores protestaram contra o casal, na porta da unidade policial.

 

O homem preso é ex-marido da vítima, com quem teve dois filhos que vivem com ele e a suspeita.

 

De acordo com o delegado Ugo Reck, o ex-marido da vítima também teve a prisão representada por lesão corporal e ter sido omisso e assistir às agressões, sem nada fazer para evitar o crime.

 

Os policiais apuraram também que ao assumir o relacionamento com a atual mulher, a vítima foi expulsa da residência pela suspeita e permaneceu na casa com as crianças de quatro e dois anos. No domingo, a vítima foi visitar os filhos porque sentia falta das crianãs, quando iniciaram as agressões na presença das crianças.

 

Os dois foram encaminhados na terça-feira para unidades do Sistema Penitenciário da região. O homem foi para a Penitenciária de Sinop e a mulher para a unidade prisional feminina em Colíder. Os dois responderão pelos crimes de lesão corporal, injúria e ameaça no âmbito doméstico.

 

 

Fonte:Redação/Assessoria
FOTOS DA NOTÍCIA