Mato Grosso, Domingo, 21 de Abril de 2019
Policia | posse de arma
Sexta, 05 de Abril de 2019
Ação conjunta prende integrante de bando acusado de aterrorizar moradores de Distrito de Nova Ubiratã
Fotografia:Site ubirata24horas

Elias Alves Rocha, de 26 anos, foi preso nesta quinta-feira (04) durante uma operação conjunta da Polícia Militar e Polícia Judiciária Civil de Nova Ubiratã.

 

Em poder do suspeito foi encontrado uma espingarda calibre 20mm, oito cartuchos deflagrados além de apetrechos para o carregamento de munições.

 

De acordo com informações repassadas por moradores, Elias faz parte de um grupo que tem aterrorizado produtores rurais e moradores do Distrito Entre Rios, situado a 150 quilômetros do perímetro urbano.

 

Segundo o sargento da PM, Ildo de Lima, a operação foi desencadeada com base em denúncias feitas por moradores da região. 

 

“Assim que tomamos conhecimento do fato demos início à operação que tinha como alvo todos os integrantes desse suposto bando criminoso. Por volta das 2h da madrugada deixamos a sede do município com destino ao distrito”, disse sem citar nomes.

 

O militar revelou ainda que durante o deslocamento foram realizadas abordagens em vários veículos e motocicletas com características suspeitas.

 

“A polícia não pode prever quem são as pessoas boas e quem são as ruins, por isso precisamos estender o trabalho preventivo para todos os cidadãos”, completa o sargento.

 

Uma das abordagens foi realizada no estacionamento de um hotel onde os policiais encontraram uma caminhonete Volkswagen Amarok, supostamente de propriedade de um dos integrantes do bando identificado pela alcunha de “Paca”.

 

“Ao conferirmos o estacionamento do hotel avistamos o veículo de uma das pessoas apontadas na denúncia. Foi feito um cerco policial, porém o suspeito já havia deixado o local”, disse o sargento ao afirmar que outras operações semelhantes serão desencadeadas ao longo deste mês.

 

“Nenhuma pessoa está acima da lei. Nós, tanto da Polícia Militar quanto da Polícia Civil, não iremos tolerar que pessoas nocívas amedrontem a sociedade de bem, não mediremos esforços para prender esses delinquentes. Estamos demonstrando na prática que os órgãos de segurança não se acorvardam diante de ameaças, ao contrário, nós vamos de encontro aos criminosos", concluiu em tom de alerta.

 

*Atualizado às 14h30 para correção de informações

Fonte:Redação
Autor:Nilva Santos
FOTOS DA NOTÍCIA