Mato Grosso, Sexta, 14 de Agosto de 2020
Geral | Operação Arco Norte
Quinta, 23 de Julho de 2020
Estado acata notificação do MP e destrói trator usado em desmatamento ilegal
Fotografia:Divulgação

Em cumprimento a notificação recomendatória expedida pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, equipes de fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e do Indea realizaram na segunda-feira (20) a destruição de um trator de pneu que estava sendo utilizado para a extração ilegal de madeira, no município de Colniza. O maquinário foi localizado em uma área de difícil acesso, inviabilizando eventual logística para remoção.


Durante a ocorrência, o órgão ambiental também realizou a apreensão de uma arma de fogo, munições e efetuou o embargo da área, que não possui Cadastro Ambiental Rural (CAR). Cerca de 10 hectares foram desmatados e os infratores fugiram do local.   A supressão da vegetação nativa de Floresta Amazônica sem autorização do órgão ambiental no município de Colniza foi detectada através do monitoramento com a utilização de alertas de desmatamento da plataforma de satélites Planet. Grande parte desses alertas incidiram sobre a região denominada Gleba Taquaruçu do Norte, distante 230 km da cidade de Colniza.


Segundo as equipes de fiscalização, houve um aumento nos ilícitos ambientais envolvendo a Gleba Taquaruçu do Norte, em Colniza. Trata-se de uma região de difícil acesso com vários pontos de desmatamento e extração ilegal de madeira, além de histórico de conflitos fundiários.


Durante a fiscalização, equipes da Sema e do Indea realizaram sobrevoo de helicóptero nos dias 16 e 18 de julho e constatou movimentação recente em alguns pontos. No dia 20 de julho, as equipes de fiscais, com apoio de Policiais Militares, se deslocaram por solo com caminhonetes 4x4 até os pontos monitorados dentro da Gleba Taquaruçu do Norte.


Essa ação faz parte da Operação Arco Norte do Governo do Estado de Mato Grosso para o combate aos ilícitos ambientais. Integram a Operação, servidores da Sema, Indea com apoio de Policiais Militares da Rotam, do 3 BPM e do 25 BPM.


A referida operação está sob o comando do Comitê Estratégico para o Combate do Desmatamento Ilegal, a Exploração Florestal Ilegal e aos Incêndios Florestais - CEDIF-MT, composto pelos seguintes órgãos: Casa Civil; Sema, Sesp, Indea, Ibama, ICMBio, Funai, Incra, MPE, MPF, PRF e Forças Armadas do Brasil.
 

 

 

Fonte:Redação/Assessoria
FOTOS DA NOTÍCIA