Mato Grosso, Domingo, 19 de Janeiro de 2020
Futebol-brasileiro | Pregam inteligência
Segunda, 03 de Novembro de 2014
Tricolores pregam inteligência para tirar proveito do desespero do Coritiba
Fotografia:Nelson Perez/Fluminense FC


A vitória por 2 a 0 sobre o Goiás, no sábado,  renovou a esperança tricolor na briga por uma das vagas na Libertadores de 2015. Nada, porém, que leve a crer que o caminho será fácil. O próximo adversário jogará em casa e no desespero. O Coritiba luta contra o rebaixamento e o discurso dos tricolores não deixa dúvida: a expectativa é por um duelo dos mais complicados no Couto Pereira, no próximo sábado. Jean, Diego Cavalieri e Rafael Sobis afirmam que para seguir com a sequência de vitórias, o Fluminense precisará de mais do que vontade. A inteligência será fundamental.

 

Sobis explica. Lembra de 2013, quando era o time das Laranjeiras que brigava contra o rebaixamento - a salvação acabou vindo com uma punição à Portuguesa por escalação irregular de um jogador, o que acarretou perda de pontos e mudança na tabela final de classificação. O atacante recorda que, naquelas circunstâncias, todos os adversários jogavam contra o Fluminense aguardando o momento que o time teria de ceder mais espaços, pois precisava do resultado a qualquer custo. Agora, diz que os tricolores têm de usar a mesma tática para tirar proveito do desespero do Coritiba.

 

- Temos de fazer a leitura, o tempo de futebol nos dá a experiência de saber o que cada equipe joga e o momento oportuno para buscar um gol e começar a controlar o jogo. Estivemos nessa no ano passado, e as equipes que jogavam contra nós procuravam segurar, segurar, porque sabiam que em algum momento teríamos de abrir porque precisávamos do resultado, então vamos ser inteligentes, estudar bem, descansar essa semana porque será um jogo dificílimo - disse Sobis.

 

Jean vê a partida de forma parecida. O segredo, para ele, será mostrar a mesma vontade apresentada no Serra Dourada, neste sábado, na vitória por 2 a 0 sobre o Goiás. Considera o próximo compromisso tão complicado que não vê o empate como um resultado ruim.

 

- Será difícil, eles estão brigando, principalmente jogando em casa. Vai ter a briga, vai ter entrega, e o nosso time tem de jogar como foi contra o Goiás. Só assim vamos conseguir uma vitória ou um empate, que também não é ruim, não.

 

O goleiro Diego Cavalieri também vê na entrega o principal segredo para a tentativa de arrancada tricolor rumo ao G4. Ele não vê diferença entre enfrentar uma equipe que está na parte intermediária da tabela, como o Goiás, e outra que luta contra a degola.

 

- O Brasileiro não tem diferença. Pega time que é líder, time que está no Z-4, time que está na parte intermediária da tabela, é muito competitivo. Você vê por vários resultados que aconteceram. Esse é o nosso campeonato, muito equilibrado, então com certeza será um jogo extremamente complicado e difícil. O Coritiba sempre é difícil de ser batido, principalmente na sua casa, mas vamos trabalhar e o importante é que a equipe vem mantendo a mesma postura no Maracanã e fora de casa. Esperamos um bom resultado no sábado, é o que precisamos, de uma arrancada.
 

Fonte:Redação / G1
FOTOS DA NOTÍCIA