Mato Grosso, Sexta, 14 de Agosto de 2020
Futebol-brasileiro | Zagueiro se mostra triste
Terça, 04 de Novembro de 2014
Gabriel admite dificuldade para jogar na atual fase do Vila: "Complicado"
Fotografia: Fernando Vasconcelos

Como encontrar motivação diante de um cenário tão complicado? Com o rebaixamento cada vez mais próximo, os jogadores do Vila Nova ainda fazem a parte deles e treinam à espera de melhores resultados e também de uma melhor perspectiva fora de campo – os salários estão atrasados há quase três meses. No próximo sábado, o Tigrão receberá o Paraná e poderá ter a queda para a Série C confirmada matematicamente. O zagueiro Gabriel admite que é difícil atuar nesta situação, mas espera terminar bem o ano.

 

- Fica um pouco ruim. Sabemos que as coisas aconteceram, mas é puxar pra cada um. A gente tem nome a zelar. Quem entra em campo não pode pensar nisso. Nós temos que terminar da melhor forma possível.

 

Com 26 pontos, o Vila tem 12 pontos a menos que os primeiros times fora do Z-4. Mesmo assim, se os concorrentes tropeçarem ou o Tigre vencer o Paraná, o rebaixamento será adiado. Para Gabriel, resta ao clube pensar jogo a jogo e esquecer a tabela de classificação.

 

- É muito difícil. Olhando para o futebol, tudo pode acontecer. Às vezes a gente pode ganhar e os resultados não ajudarem. Mas também podemos vencer e as coisas derem certo. O rebaixamento pode vir agora, na próxima, ou na última rodada, não temos de pensar nisso. Vamos viver jogo a jogo tentando o melhor para o Vila.

 

Na última segunda praticamente todo o elenco fez treinamento na academia e na areia. As baixas foram o volante Jeferson, que só retorna aos gramados no ano que vem, o atacante Jaime, que foi poupado, e o volante Arthur. O jogador, substituído diante do Atlético-GO, tem suspeita de lesão no joelho, e o diagnóstico deverá ser conhecido nesta terça-feira. É provável que Arthur fique cerca de 20 dias em tratamento, o que deixaria o atleta praticamente fora da temporada.
 

Fonte:Redação / Globo Esporte
FOTOS DA NOTÍCIA