Mato Grosso, Segunda, 18 de Janeiro de 2021
Educacao | Vamos falar sobre livros?
Segunda, 02 de Março de 2020
Clube da Leitura realizará palestras sobre africanidades em Sorriso, Caravágio e Boa Esperança
Fotografia:Divulgação

O mês de março começa repleto de ações ligadas à literatura em Sorriso. E, assim como a sede do município e o distrito de Caravágio, o Distrito de Boa Esperança também contará com uma edição do Clube de Leitura.

 

Na Escola Municipal Boa Esperança, a atividade será promovida na manhã de quarta-feira (4), com a análise do livro “O Pequeno Príncipe”, de Saint Exupéry. Para participar da atividade, a inscrição é feita digitalmente pelo link e é cobrada uma taxa simbólica, que já inclui o livro e o material digital de estudo.

 

Hoje (2), as atividades do Clube de Leitura do município serão na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec) e amanhã (3), no plenário da Câmara de Vereadores. A ação, que também consistirá na análise de “O Pequeno Príncipe” é promovida em dois dias diferentes, das 17h às 19 horas, por conta da grande demanda. Para se inscrever, é só acessar o link.

 

Ainda amanhã (3), no Distrito de Caravágio, no período da manhã, a Escola Municipal Caravágio receberá a primeira edição do Clube de Leitura, com a análise do livro “O país da Fartura”, de Kęstutis Kasparavičius. A inscrição para esta atividade pode ser feita pelo link.

 

O Clube de Leitura conta com apoio da Administração Municipal de Sorriso, por meio da Semec, e tem como objetivo estimular a formação de leitores no município, bem como potencializar a atuação da Biblioteca Monteiro Lobato. As análises são feitas sob orientação do doutor em Educação Cleber Fabiano.

 

Africanidades

Na quarta-feira (4), pela manhã na Escola Municipal do Distrito de Boa Esperança, e  às 19 horas, no Centro de Eventos Ari José Riedi, Cleber Fabiano irá proferir a  palestra “Lendo africanidades na Literatura Infantil”. Ministrada pelo professor doutor Cléber Fabiano, que vai abordar a história e a cultura afro-brasileira presente em obras voltadas ao público infantil. Para participar da palestra, que é aberta ao público, gratuita, e especialmente voltada a profissionais da educação, é preciso fazer inscrição pelo link.

 

“A ideia é falar sobre a importância de livros que dialoguem com a questão do protagonismo negro infantil, principalmente levando em conta que as crianças devem ser representadas com ações afirmativas dentro destas obras” explica o palestrante, detalhando que serão analisadas algumas obras que retratam questões de estereótipos, de preconceito estético, discursivo, e ao mesmo tempo, serão também estudadas obras que em que o negro é protagonista, com a representação de seus fazeres culturais e se biotipo de maneira afirmativa.

Fonte:Redação/Assessoria
Autor:Nádia Mastella
FOTOS DA NOTÍCIA