Mato Grosso, Quarta, 24 de Fevereiro de 2021
Cidades | Trânsito Seguro
Segunda, 22 de Fevereiro de 2021
Operação Lei Seca constata 18 pessoas conduzindo veículos sob efeito de álcool em Sorriso
Fotografia:Reprodução

A esquina entre a Avenida Blumenau e a Avenida Natalino João Brescansin foi o ponto escolhido para mais uma edição da Operação Lei Seca, realizada das 23h de sexta-feira (19) até as 2h30 de sábado (20).  Neste intervalo de tempo, a ação resultou na abordagem de 58 condutores com a realização do teste do etilômetro. Um condutor se recusou a fazer o teste e, por apresentar visíveis sinais de embriaguez,  foi encaminhado à Polícia Judiciária Civil (PJC), assim como outros nove condutores, que estavam dirigindo sob a influência de álcool.

 

Além destes conduzidos à delegacia, outros nove condutores também foram flagrados sob a influência do álcool, mas com limites de até 0,33 mg/l de sangue, o que configura somente infração de trânsito, e não crime de trânsito (quando o volume é de 03,4 mg/l ou mais).

 

Neste caso, o coordenador da Guarda Municipal de Trânsito (GMT), Márcio Pires, explica que é aplicada a multa de R$ 2.934,70, acompanhada pela suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Para poder sair do local da abordagem, é preciso que um alguém devidamente habilitado siga conduzindo o veículo do condutor flagrado sob efeito de álcool. Pires explica ainda que, no caso dos condutores levados à PJC, o delegado estipula fiança para que sejam liberados.

 

A operação, deflagrada de maneira integrada entre a  Prefeitura de Sorriso -  por meio da Secretaria Municipal de Segurança Pública, Trânsito e Defesa Civil (Semsep), via GMT e do Núcleo Integrado de Fiscalização (NIF) - ;  e a Secretaria de Estado de Segurança Pública – por meio da Polícia Militar; do Corpo de Bombeiros Militar, da Polícia Judiciária Civil (PJC) e do Detran, também resultou na constatação das seguintes infrações:  nove veículos sem licenciamento, cinco condutores sem CNH, três condutores com a CNH vencida, entre outras.  Ao todo, 14 veículos foram removidos, sendo 8 automóveis e seis motocicletas.

 

“Por meio do Gabinete de Gestão Integrada, o GGI, podemos planejar e colocar em prática estas ações, que, mais uma vez, reforço, tem o objetivo de sensibilizar condutores para o fim da prática de beber e dirigir, o que é um risco para o próprio condutor, como para terceiros”, aponta o titular da Semsep, José Carlos Moura.

 

Barulhentas

Ainda na sexta-feira, a GMT, com apoio do NIF, promoveu fiscalização em vários pontos da cidade, como Rua Vale Dourado, no Bairro Rota do Sol, e a Avenida Tancredo Neves, com foco na retirada de circulação de motocicletas com o escapamento adulterado. Ao todo, dez “barulhentas” foram recolhidas, o que também resultou em multa de R$ 195,2 e, cinco pontos a menos na CNH do condutor .

 

Em 2020, a GMT registrou 125 motocicletas com o escapamento adulterado e, somente em janeiro, foram 26 flagrantes desta mesma ocorrência.

 

Transporte por aplicativo 

O coordenador da GMT informa ainda que na sexta-feira também foi feito, com apoio do NIF, o flagrante de veículos fazendo o transporte de passageiros de  maneira irregular. Tal prática é vedada e os veículos flagrados foram recolhidos. Pires lembra que as empresas de transporte por aplicativo devem apresentar à Semsep, todo mês, a relação dos veículos que prestam serviços a elas.

 

A apresentação desta lista está prevista no Art. 5.º, IX da Lei 2.932, de 3 de abril de 2019. As empresas que executam este serviço e que ainda não entregaram a lista serão oficialmente notificadas e, caso não apresentem o documento no prazo máximo de dois dias, poderão sofrer sanções previstas na legislação.



 

 

Fonte:Redação/Assessoria
Autor:Nádia Mastella
FOTOS DA NOTÍCIA