Mato Grosso, Quinta, 24 de Outubro de 2019
Cidades | estado estável
Sexta, 05 de Julho de 2019
Menino de 10 anos é picado por jararaca na cama enquanto dormia em fazenda
Fotografia:Reprodução / Arquivo Pessoal

Um menino, de 10 anos, foi picado por uma cobra na cama enquanto dormia em uma fazenda na madrugada desta sexta-feira (5) no município de Lucas do Rio Verde. Segundo testemunhas, a criança sentiu a picada da cobra e chamou pelos pais. A família se deparou com uma cobra na cama do menino.

 

A criança foi socorrida às pressas ao Hospital São Lucas, em Lucas do Rio Verde. A cobra seria da espécie jararaca, uma serpente muito venenosa.

 

A situação teria acontecido por volta de 4h em uma fazenda próxima a cidade. A criança dormia quando foi atacada. Os pais foram até o quarto, acenderam a luz e viram a cobra em cima da cama.

 

Os próprios pais levaram o menino ao hospital.

 

A criança foi atendida e teve que ser transferida para o Hospital Regional de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, onde foi medicada. O hospital em Lucas do Rio Verde não teria um soro específico para a picada da cobra.

 

O estado do menino é considerado estável.

 

A direção do Hospital Regional de Sorriso informou que a criança está internada na ala da pediatria da unidade. Ela foi medicada, recebeu antialérgico e soro antibotrópico.

 

O hospital disse que a criança recebeu quatro, das oito doses de soro antibotrópico, que estão disponíveis na unidade.

 

O menino deve passar por exames, no período da tarde, e os médicos devem avaliar se ele deve receber mais doses do soro ou não.

 

Jararaca

A jararaca chega a medir 120 centímetros. Existem mais de 30 variedades deste gênero no Brasil. A jararaca é conhecida também como caiçara, jaraca, jararacão e jararaca-dormideira. Atualmente ela é encontrada até em áreas degradadas.

 

De hábitos noturnos, a jararaca é a cobra mais conhecida do gênero. Apesar de perigosa, sempre foge ao ser avistada. Aliás, coisa não muito fácil de acontecer é vê-la, graças à excelente camuflagem de sua pele (mesmo para olhos experientes).

 

Fonte:Redação/ G1 MT
Autor:Denise Soares
FOTOS DA NOTÍCIA