Mato Grosso, Sexta, 17 de Janeiro de 2020
Agronegocio | alta produtividade
Sábado, 28 de Dezembro de 2019
Produtores de Nova Ubiratã começam colheita de soja com 15 dias de antecedência
Fotografia:Divulgação

Foi dada a largada para a colheita da soja 2019/2020 em Mato Grosso. As máquinas já entraram em campo nas fazendas da região médio-norte do estado. Os primeiros talhões mostram que a expectativa de superar a produtividade média do último ciclo não é impossível de ser alcançada.

 

A movimentação de máquinas e caminhões na fazenda Vale do Rio Celeste, em Nova Ubiratã, tem um motivo: dos 18 mil hectares cultivados por lá, 300 já estão prontos para serem colhidos. Os trabalhos desta safra começaram 15 dias antes do normal.

 

Segundo o gerente técnico Marlon Fernando Halas, a semente usada nesses talhões foi de ciclo precoce (95 dias), uma estratégia traçada no início da safra para garantir o espaço e a janela ideal para segunda safra de algodão.

 

“Plantamos cedo e tivemos sorte, já que nessa região choveu bem. Então estamos bem adiantados, pois nunca colhemos antes do dia 25. Isso nos dá uma janela tranquila para a safrinha de algodão”, diz Halas.

 

Produtividade surpreende

O resultado produtivo registrado nos primeiros talhões foi outro fator que chamou a atenção na fazenda. “Estamos conseguindo uma média entre 60 e 62 sacos nos primeiros talhões e esperamos que aumente ainda mais, chegando a pelo menos uns 68 sacas, que já estaria muito bom. Tem potencial para isso, agora é esperar o resultado”, conta o agricultor Alexandre Lermen.

 

De acordo com o Sindicato Rural de Nova Ubiratã, cerca de 415 mil hectares foram cultivados com soja nesta safra no município. A expectativa é superar a produtividade média do ciclo passado, chegando a 58 sacas por hectares.

 

Colheita em Sorriso

Em Sorriso, maior município produtor de soja do Brasil, as colheitadeiras também entraram em campo. A fazenda Nossa Senhora do Carmo deu início à colheita dos primeiros 200 hectares, de um total de 2,670 hectares cultivados.

 

“A expectativa é colher até 65 sacas na área. Os primeiros talhões colhemos hoje e renderam umas 63 sacas de média. No geral, foi bem bom. não teve muita chuva e nem pouca, foi bom pra lavoura”, diz o produtor Gentil Antonio Bavaresco.

 

Estado

Em Mato Grosso, as lavouras de soja ocupam mais de 9,7 milhões de hectares nesta safra. A estimativa do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea) é de que a produção passe de 33 milhões de toneladas, cerca de 1,5% a mais que na safra passada.

 

“Por enquanto a gente vê um cenário muito otimista em relação à produtividade no estado. Sabemos que alguns lugares tiveram problemas, mas isso não atrapalhou no desenvolvimento das plantas. Então aqui dentro do estado, no geral, a expectativa é muito boa de produtividade este ano”, finaliza o diretor da Aprosoja-MT, Lucas Beber.

 

Fonte:Canal Rural
Autor:Pedro Silvestre
FOTOS DA NOTÍCIA