Mato Grosso, Segunda, 18 de Janeiro de 2021
Agronegocio | bons resultados
Segunda, 23 de Novembro de 2020
Exportações brasileiras de milho continuam elevadas
Fotografia:Reprodução

No Brasil, as exportações continuaram subindo até novembro com dados da semana passada mostrando mais 1,11 milhão de toneladas deixando os portos na segunda semana do mês para levar o total até agora a 2,27 milhões de toneladas. Foi isso que afirmou a TF Agroeconômica.

 

No mercado internacional, as ofertas para a primeira quinzena de janeiro no Golfo dos EUA subiram 5 c/bu para atingir 150 c/bu sobre os futuros de março, aumentando o inverso nos prêmios base entre a primeira metade de janeiro e a última metade de março para 45 c/bu. “E na Argentina, o spread entre licitações e ofertas para a nova safra aumentou em 2 c/bu com ofertas passando para 115 c/bu sobre os futuros de maio, à medida que os exportadores continuavam a lutar para encontrar estoque de substituição em meio a altas ofertas de venda de agricultores”, comenta.

 

“Os preços do milho foram novamente mais firmes na Ucrânia no mercado  de  exportação,  com  ofertas  para  carregamento  de dezembro subindo para US $ 238 /t HIPP, enquanto a menor oferta de carregamento spot permaneceu em US $ 232 /t FOB Mykolaiv. ‘Eu só não imagino que um vendedor aceitará menos de US$ 236-8/t FOB HIPP a menos que eles não tenham escolha e a carga tem que ser carregada de uma forma ou de outra’, disse um comerciante”, completa.

 

Mas a demanda permaneceu limitada, com os compradores da União Europeia esperando que os preços ucranianos se tornassem mais competitivos e a demanda egípcia, acredita-se, em grande parte coberta pela oferta da América do Sul para dezembro. “Ao mesmo tempo, ofertas mais altas influenciaram o mercado interno, com ofertas de milho com documentos chineses ouvidas subindo pelo menos US $ 2/t dos níveis de segunda-feira, para atingir us $ 227-US $ 230 /t CPT portos de águas profundas. A colheita de milho na Ucrânia avançou 10 pontos percentuais na semana até 17 de novembro, levando a colheita para 82% completa com 22,7 milhões de t de milho de 4,5 milhões de ha nas lixeiras, de acordo com dados do Ministério da Agricultura”, conclui.

 

Fonte:Redação/AgroLink
Autor:Leonardo Gottems
FOTOS DA NOTÍCIA