Mato Grosso, Domingo, 19 de Agosto de 2018
Policia | Servir e Proteger
Terça, 30 de Janeiro de 2018
Policia Militar de Nova Ubiratã promove reencontro entre morador de rua e familiares
Fotografia:Divulgação

Uma abordagem de rotina, conduzida por policiais militares de Nova Ubiratã, mudou completamente a vida do morador de rua Elídio da Silva Lopes Rodrigues, de 31 anos.

 

Natural de Barretos (interior do Estado de São Paulo) o homem, que luta contra o alcolismo, desapareceu no início de 2016 após sofrer uma desilusão amorosa seguida por um desentendimento familiar.

 

Desde então ele passou a perambular pelas ruas e em pouco mais de dois anos percorreu os estados de Minas Gerais, Goiás, Espírito Santos até chegar a Mato Grosso.

 

Nesse período, familiares utilizavam redes sociais e até meios de comunicação para tentar encontrá-lo. Porém foi a persistência e a solidariedade da soldado PM Lorrayne Gonçalves Neves David dos Santos que trouxe um final feliz para a história.

 

“Nossa guarnição atendia uma ocorrência de perturbação de sossego que estaria sendo praticada por um grupo de moradores de rua. Como de costume realizamos a checagem de todas as pessoas, menos do Elídio que não portava nenhum tipo de documento de indetificação”, explica a soldado que é casada com um cabo da Polícia Militar.

 

O homem então foi conduzido ao 1º Pelotão da Polícia Militar. A surpresa veio depois de uma rápida pesquisa pela rede mundial de computadores.

 

“Eu encontrei vários anúncios que davam conta do seu desaparecimento. Imediatamente entrei em contato com os familiares, mandei uma foto dele e uma das irmãs fez o reconhecimento. Posterior a isso comuniquei o fato ao nosso comandante [2º Tenente Cláudio Magno da Silva] que também se sensibilizou com a história e me autorizou a dar continuidade ao reencontro”, com os olhos lacrimejados relembra a policial.

 

Com apoio da Prefeitura Municipal, através das secretarias de Assistência Social e Saúde, a corporação conseguiu abrigo, alimentação e duas passagens para possibilitar a vinda da mãe e da irmã do, agora, ex-morador de rua.

 

Já o reencontro aconteceu na manhã desta sexta-feira (26) e foi acompanhado por policiais e uma equipe da secretaria Municipal de Assistência Social composta por motorista, psicóloga e assistente social.

 

“Eu não tenho palavras para descrever o que estou sentindo, por muitas noites eu chorei achando que iria morrer sem rever meu filho (...) estou muito grata por Deus ter colocado esses anjos da guarda em nossas vidas. Que Deus abençoe eternamente os policiais e as demais pessoas que ajudaram o meu filho”, emocionada disse a dona de casa Rosilene da Silva Lopes Rodrigues.

 

A emoção também tomou conta de Elídio que não conteve as lagrimas ao abraçar a mãe e a irmã.

 

“O que eu fiz foi errado, maltratei as pessoas que realmente gostam de mim. Daqui pra frente terei uma vida nova e darei muito orgulho a minha família”, enfatizou o rapaz que planejada iniciar um tratamento contra o vício e retomar suas atividades profissionais.

 

“Mesmo a distância nós vamos continuar acompanhando a evolução dele. Estamos muito felizes com o desfecho dessa ocorrência que faz jus ao lema da nossa corporação ‘Policia Militar servir e proteger’”, conclui a soldado.

 

 

Fonte:Redação/Assessoria
Autor:Michel Ferreira
FOTOS DA NOTÍCIA