Mato Grosso, Terça, 12 de Dezembro de 2017
Policia | marginais mirins
Quarta, 09 de Agosto de 2017
Polícia Militar de Nova Ubiratã apreende trio acusado de aterrorizar moradores de distrito
Fotografia:Site ubirata24horas

Três adolescentes suspeitos de cometerem furtos em residências e estabelecimentos comerciais do Distrito Entre Rios, situado a cerca de 150 km de Nova Ubiratã, foram apreendidos, nesta terça-feira (08) durante uma operação da Polícia Militar.

 

Em poder dos suspeitos, identificados pelas iniciais E.Q.O., de 16 anos, e A.F.M. e F.P.H., ambos de 17 anos, foram encontrados parte dos objetos furtados recentemente da panificadora da Associação dos Produtores Rurais da Gleba Entre Rios (Aproger).

 

O local de uso comunitário foi invadido durante a madrugada após ter uma das portas arrombada.

 

Entre os produtos furtados estavam uma máquina digital de fotografias, vários frascos de perfumes, R$ 92 reais em dinheiro e dezenas de produtos de gêneros alimentícios. O prejuízo na panificado ultrapassou os R$ 3 mil reais.

 

Segundo a responsável pela associação, na tarde do último sábado (05) um dos suspeitos esteve no local e demonstrando preocupação com uma possível apreensão devolveu alguns dos produtos que haviam sido furtados. Ele ainda se comprometeu em ressarcir os prejuízos causados o que não aconteceu.

 

O trio ainda é acusado de invadir pelo menos outras duas residências e uma propriedade rural de onde foi subtraído um motosserra, modelo 66 da marca Sthill.

 

No momento da abordagem policial os menores tentaram empreender fuga por uma região de terrenos baldios, mas foram perseguidos e imobilizados.

 

“Segundo os moradores eles [menores apreendidos] fazem parte de um grupo que aterroriza a comunidade com furtos, agressões físicas e até ameaças”, afirma o Sargento da Polícia Militar, Ildo Lima.

 

“Essa operação é uma resposta da Polícia Militar que não permitirá que indivíduos como esses tirem o sossego da sociedade de bem”, assegura o militar.

 

De acordo com o comandante da Polícia Militar de Nova Ubiratã, Tenente Cláudio Magno da Silva Mota de Castro, a ação faz parte do trabalho ostensivo voltado aos distritos e que prevê a redução dos índices de criminalidade na área rural.

 

“É de grande importância à presença da Polícia Militar nessas comunidades a fim de levar a sensação de segurança aos moradores. Infelizmente devido à distância e a falta de viaturas não conseguimos faze-lo diariamente, mas na medida do possível estamos intensificando o trabalho ostensivo”, pontua o oficial.

 

O tenente ainda enfatiza a importância do apoio recebido por parte da sociedade e alerta sobre o crescimento dos crimes cometidos por menores de idade.

 

“Nós temos uma cooperação muito grande da população, principalmente se tratando de denuncias de crimes como tráfico de drogas, corrupção de menores e roubos. Quanto aos menores de idade, nossa orientação é que os pais redobrem os cuidados. Procerem saber quem são os amigos de seus filhos, acompanhe o comportamento deles na escola e caso suspeite de algo procure a Polícia Militar”, aconselha.

 

“Muitas pessoas ainda tem a mentalidade que o papel da polícia é só prender, quando na verdade nós também atuamos no trabalho preventivo. Nós fazemos parte da sociedade, dentro da farda também existem pais, mães, tios, padrinhos (....) homens e mulheres que querem e trabalham por um futuro melhor”, finaliza o comandante.

 

Fonte:Redação
Autor:Sirlei Maria
FOTOS DA NOTÍCIA