Mato Grosso, Quarta, 23 de Maio de 2018
Geral | queima de arquivo
Terça, 15 de Maio de 2018
Suspeito de incendiar prefeitura do interior do Estado é assassinado a tiros
Fotografia:Arquivo/Ubirata24horas

Juliano da Rocha Oliveira, 26, suspeito de envolvimento no incêndio à Prefeitura de Nova Bandeirantes (1.026 km ao norte de Cuiabá), foi assassinado a tiros dentro de uma casa na cidade de Apiacás (1.010 km ao norte da Capital), no último domingo (13).

 

O crime ocorreu por volta das 21h30, no bairro Primavera. O rapaz estava na casa de um conhecido, que estava fora desde cedo, segundo a Polícia Civil. A vítima estaria jantando quando foi atingida por disparos de calibre 32 pelas costas, duas capsulas foram encontradas no local.

 

O corpo foi encontrado na entrada da casa, caído entre dois sofás e próximo a uma vasilha com arroz também caída no chão. Informações dão conta que o rapaz tinha passagens pela polícia por crimes de furtos. A assessoria afirmou que a Polícia Civil investiga o caso como um possível acerto de contas.

 

Juliano era acusado de incendiar a Prefeitura de Nova Bandeirantes, em outubro de 2017.

 

A reportagem o delegado responsável pelo inquérito sobre o incêndio, Vinicius Nazário, disse que o rapaz confessou ter ateado fogo no prédio em depoimento. Porém havia suspeita de que ele estava sendo pago para assumir a prática do crime.

 

Conforme noticiado pelo site Ubirata24horas, o incêndio ocorreu após a Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) deflagrar a Operação “Loki” para apurar supostas fraudes, desvio de dinheiro e pagamentos ilegais na Prefeitura de Nova Bandeirantes

Fonte:Redação/Gazeta Digital
Autor:Valquiria Castil
FOTOS DA NOTÍCIA