Mato Grosso, Domingo, 21 de Outubro de 2018
Geral | saindo da balada
Sábado, 13 de Janeiro de 2018
Com sinais de embriaguez e na contramão, procurador é detido em MT
Fotografia:Reprodução

Um procurador da Prefeitura de Cuiabá foi detido na madrugada deste sábado (13) ao dirigir com sinais de embriaguez pela contramão da Avenida Presidente Marques, em Cuiabá. Policiais militares do 10º Batalhão da Polícia Militar faziam rondas quando se depararam com o veículo do procurador na contramão da avenida. Rober Caio Martins Ribeiro, de 31 anos, foi abordado e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Ele foi encaminhado para a Central de Flagrantes de Cuiabá.

 

A Polícia Civil informou  que o procurador foi autuado em flagrante por embriaguez ao volante, pagou fiança no valor de um salário-mínimo e foi liberado.

 

A reportagem ligou para o celular do procurador, mas ele não atendeu às ligações. Em nota, a assessoria da Prefeitura de Cuiabá disse que ‘a infração cometida por Rober Caio Martins Ribeiro aconteceu fora do horário de trabalho, sem o uso de veículo oficial da Prefeitura de Cuiabá’. Ainda, a prefeitura disse que o procurador deve responder pela ocorrência como um civil e não como servidor municipal.

 

Segundo a PM, a situação ocorreu na altura do Bairro Quilombo, por volta das 4h30 (horário de Mato Grosso). Rober Caio dirigia um veículo Jetta pela contramão da Avenida Presidente Marques. Os policiais militares afirmaram, no boletim de ocorrência, que ele ‘encontrava-se com sinais de embriaguez alcoólica’.

 

O procurador disse à PM que voltava de uma boate localizada na Avenida Isaac Póvoas, no Centro de Cuiabá. Os policiais ofereceram o teste do bafômetro, no entanto, o procurador se recusou. Ele teve a carteira de habilitação apreendida pela polícia. O carro dele também foi apreendido e levado para o pátio do Departamento de Trânsito (Detran) de Cuiabá.

 

O servidor foi encaminhado para a Central de Flagrantes da capital, onde foi liberado em seguida depois de pagar fiança. Rober Caio tomou posse como procurador do município em fevereiro de 2015.

Fonte:Redação / G1 MT
FOTOS DA NOTÍCIA