Mato Grosso, Terça, 20 de Novembro de 2018
Cidades | compromisso
Quinta, 07 de Junho de 2018
Presidente da ALMT defenderá reeleição de Taques dentro do Democratas
Fotografia:Divulgação

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), afirmou que por conta do compromisso político que tem com o governador Pedro Taques (PSDB), irá defender a reeleição do tucano dentro do Democratas, no caso de a sigla decida não lançar um candidato para concorrer ao Palácio Paiaguás.

 

O acordo político entre os dois foi feito em 2016, quando Botelho disputou a presidência da Assembleia Legislativa. Na mesma época, o parlamentar que estava no PSB garantiu que iria apoiar o projeto de reeleição do tucano.


“Temos duas questões aqui. Uma é a legislativa. Sou um deputado da base aliada e apoio o Taques para dar sustentação ao governo. Reeleição é outra história, esta é uma questão é mais partidária. Eu faço parte do Democratas e isso passa pela discussão do partido. O DEM está trabalhando com a possibilidade de ter um candidato. Caso não tenha candidato, vamos discutir uma coligação e se formos discutir, o voto meu é declarado de apoiar o Pedro Taques”, explicou o deputado em entrevista á rádio Capital FM na manhã desta quinta-feira (7).


Botelho também disse já ter conversado com Taques sobre o assunto. Ele ainda pontuou que pode ter cometido um erro no passado, mas que pretende honrar com o acordo até o final.


“É um compromisso político. Lá atrás, quando o governador me apoiou eu fiz um compromisso. Eu já expliquei para o governador que faço parte de um partido, mas houve um acordo e acho que acordo político tem que ser cumprido e estou cumprindo. Se eu errei, devo ter errado lá atrás, mas vou honrar até o final”, analisou.


O Democratas segue sem uma definição oficial sobre o lançamento da candidatura de um nome ao governo. O ex-prefeito Mauro Mendes até o momento é o nome mais cotado em uma chapa com Jayme Campos no Senado, porém até hoje, faltando apenas um mês para as convenções nada foi anunciado.


Em viagem na Ásia desde a semana passada, Mendes deve anunciar na semana que vem se vai ou não concorrer à um cargo político nas eleições de outubro.

Fonte:Redação/Olhar Direto
Autor:Carlos Gustavo Dorileo
FOTOS DA NOTÍCIA