Mato Grosso, Domingo, 21 de Outubro de 2018
Agronegocio | Exportação
Quarta, 03 de Outubro de 2018
Brasil já faturou mais em 2018 do que em todo o ano passado
Fotografia:Reprodução

Já era esperado uma elevação nos volumes de exportações de soja do Brasil no segundo semestre deste ano, ainda reflexo da guerra comercial entre China e Estados Unidos. De janeiro a setembro o país já exportou praticamente a mesma quantidade do grão e seus subprodutos que o embarcado em todo o ano passado.

 

No acumulado de 2018, o Brasil já exportou 83,4 milhões de toneladas de soja, farelo e óleo, ante 73,313 milhões de toneladas em igual período do ano passado. Os números se mostram ainda mais importantes quando comparados aos 12 meses de 2017, que o país exportou 83,6 milhões de toneladas.

 

A receita obtida com as vendas do complexo nos nove primeiros meses deste ano totalizou US$ 33,6 bilhões, contra US$ 27,7 bilhões em igual intervalo de 2017. Durante todo o ano passado a receita totalizou US$ 31,7 bilhões.

 

Neste ano, a demanda pela oleaginosa brasileira aumentou com a quebra na safra de soja da Argentina e a disputa comercial entre Estados Unidos e China, que virou a demanda asiática para o Brasil, fazendo com que os embarques do complexo que ficavam restritos ao primeiro semestre, se estenderam para estes últimos seis meses do ano.

 

Os embarques de soja em grão seguem em patamar bem mais alto do que em igual período do ano passado, embora já estejam bem abaixo dos observados em agosto.

 

Só no mês de setembro as exportações brasileiras do complexo soja somaram 5,984 milhões de toneladas, com receita de US$ 2,4 bilhões. Em relação a igual período de 2017, o volume aumentou 9,9% e a receita, 19,3%. Já ante agosto deste ano foi registrada queda de 38,9% na quantidade embarcada e de 39,8% no faturamento.

Fonte:Redação / Canal Rural
FOTOS DA NOTÍCIA